>

 “A ACI Digital busca oferecer uma informação católica de qualidade, para que os católicos vivam com mais intensidade o chamado universal à santidade que a Igreja nos faz”

Atualmente, há grande necessidade de se fortalecer o conhecimento e a cultura dos católicos diante dos inúmeros desafios encontrados para uma boa vivência cristã e uma eficaz difusão da fé e da doutrina católicas.

Diante deste quadro, surgem iniciativas inspiradas como uma resposta ao nosso tempo. A ACI Digital, que traz como lema: “O que todo católico necessita saber”, é uma destas ações informativas e evangelizadoras.

“Um bom católico é aquele bem informado sobre a Igreja”, afirma o editor-chefe da ACI Digital, Irmão Rafael Tavares, ao apresentar ao público católico este relevante serviço prestado à Igreja.

Irmão Rafael Tavares: A ACI Digital é uma agência católica de informação, pertencente ao Grupo ACI e encabeçada pela agência espanhola ACI Prensa – fundada em 1980 e presente na Internet desde 1997. No ano de 2002 surgiu a ACI Digital, dirigida ao público de língua portuguesa. Ela foi criada com o fim de contribuir – do mundo das novas tecnologias da comunicação ao chamado em participar da nova evangelização.

O objetivo do site pode ser entendido a partir de seu lema: “O que todo católico necessita saber”. Dessa forma, a ACI Digital busca oferecer – por meio de suas notícias e demais recursos – uma informação católica de qualidade pela Internet, para que os católicos do Brasil e dos outros países de língua portuguesa vivam, com mais intensidade, o chamado universal à santidade feito pela Igreja a nós. Acho importante lembrar que um bom católico é um católico bem informado sobre a Igreja.

cancaonova.com: Diante deste objetivo, quais são os desafios enfrentados pela ACI Digital atualmente?

Irmão Rafael Tavares: Eu destacaria três principais desafios. O primeiro deles é a dramática ausência de informação católica – a partir de uma perspectiva de fé – na maioria dos meios de comunicação seculares. É muito difícil você encontrar informação, numa perspectiva católica, em um meio que não seja católico. Buscamos levar informação onde não há informação católica a partir de uma perspectiva de fé.

O segundo desafio é a falta de conhecimento e contexto, pelos quais muitos meios de comunicação abordam o futuro da Igreja e os acontecimentos vinculados a ela. E o terceiro desafio é a falta de informação da própria comunidade católica sobre a marcha cotidiana da Igreja. As dificuldades nas comunicações dentro da Igreja também é um desafio para nós. Chegar à informação sobre os acontecimentos da Igreja no Brasil, em Portugal e nos locais em que cobrimos as notícias ainda é muito difícil. Eu penso que as comunicações dentro da Igreja ainda podem melhorar muito.

Por outro lado, um desafio que temos também é o fato de nossa equipe ainda ser muito pequena. Então, nem sempre nós podemos apresentar as notícias para o nosso público com a rapidez com que desejamos nem com o número de notícias que gostaríamos de apresentar diariamente. Mas fazemos o melhor que podemos.

http://podcast.cancaonova.com/cn_player.swf?974